Abuso: Um fenômeno Patriarchal

from by Anti-Corpos

supported by
/

lyrics

ABUSO: UM FENÔMENO PATRIARCAL
Seus amigos vão dizer, você não seria capaz
Que se arrepende, que está mudado
Mas você foi denunciado
Que tal se responsabilizar e não se vitimizar?
Não tente se justificar
Não tente virar o jogo
Aceite, reveja, entenda!
É importante reconhecermos abusos diretos e indiretos, sofridos e cometidos
para que deixemos de aceitar ou reproduzi-los antes que seja tarde demais
Sua dor em enxergar que agrediu a quem ama e cuidou, não é maior que a da vítima ao ver que sofreu violências ao lado de quem já confiou.
Pensa, Muda, Respeita!


ABUSE: A PATRIARCHAL PHENOMENON
Your friends would say, this person couldn't do such a thing
that you regret, that you changed.
But you were publicly exposed.
How about holding yourself accountable instead of playing the victim?
Don't try to justify yourself.
Don't try to change the game.
Accept, reflect, understand!
It is important to recognize direct or indirect abuses, suffered or committed,
So we no longer accept or reproduce them before it is too late.
Your pain in acknowledging you assaulted someone you love and cared for is not bigger than the pain of the victim who trusted someone and suffered from your violence.
Reflect, change, respect!

credits

from Forma Prática de Luta, track released October 7, 2015

tags

license

all rights reserved

about

Anti-Corpos São Paulo, Brazil

Anti-Corpos is a feminist lesbian hardcore band.
members: Rebeca Domiciano:voz, Adriessa Oliveira: guitarra, Helena Krausz: bateria, Marina Pandelo, baixo.

contact / help

Contact Anti-Corpos

Streaming and
Download help